Sabor Fresco | Sushi Matosinhos | Carapaus de Comida

Comida Japonesa

Sabor Fresco | Sushi em Take-away

22 Mai , 2012   Galeria

Carapau que é Carapau gosta é de juntar o cardume principal e membros honorários e ir fazer incursões por essa Invicta e arredores fora (para já); mas infelizmente não o podemos fazer diariamente, sobretudo porque nos restaurantes do burgo ainda não aceitam pagamentos sob a forma de sorrisos gratos, abraços calorosos, ou mesmo de lavagem de loiça (por que não?). Vai daí, há que optar por outras modalidades: cozinhamos nós mesmos (quase sempre, sendo que se trata de episódios imunes à auto-crítica) ou, em dias de extravagância, lá vem uma pizza ou um sushi. E se aquelas são fáceis de encomendar ou ir buscar, sendo que há já meia dúzia de (boas) casas por onde escolher, estamos muito mal de take-away e entregas ao domicílio de sushi (no Porto, porque em Lisboa a coisa já mudou de figura): quem entrega em casa, é bom mas caríssimo; quem é janota e barato, obriga a que levantemos a cauda do sofá e nos desloquemos até à Avenida da República (por pouco tempo, mas adiante, já lá vou), em Matosinhos.

E é justamente aqui, junto à rotunda do Pingo Doce (mas do outro lado da Avenida) que encontramos o Sabor Fresco, templo dos viciados em sushi, onde se mata o bicho condignamente, por um preço que não é do século XXI. O restaurante (sim, porque tem 3 mesas, embora não acolha mais do que uma dúzia de lugares sentados) e take-away passa absolutamente despercebido aos mais distraídos,  excepção feita para os dias em que o amontoado de gente à espera da sua encomenda é tamanho que mais parece a fila para a sopa dos pobres.

Este sucesso deve-se, evidentemente, à qualidade do produto comercializado mas, sobretudo,à sua relação qualidade preço. Querem concretização prática dos adjectivos, fregueses?! Sim senhores, estamos cá para vos servir.
Ora vejamos: 20 peças de sushi (corrente ou vegetariano) valem 5€, tal como 20 de sashimi (e não minto se disser, e sei que a RV concorda comigo, que um dos melhores peixes-manteiga da cidade é aqui que se come); 12 peças (que em rigor são 14) de hot philadelphia (tipo california, mas coberto de polme, que vai a fritar) custam apenas 3€. Há sobremesas, entre os 1,50€ e os 2€ (é a loucura!).
O menu também é composto de outros pratos da cozinha oriental (massas, crepes, tempuras, arroz com acompanhamentos vários), que provei esporadicamente mas nunca encomendei, embora possa destacar-lhes a qualidade e o mesmo baixo preço – e isto dever-se-á ao sistema de organização de quem detém o restaurante: uma senhora que atende telefones (aconselhamos uma ligadela antes, a fazer a encomenda, para um dos três números à disposição – consultem-nos no separador Estaminés: com sorte, como hoje, demorará 15min; em dias de multidão, o tempo de espera pode ir até às 2h, pelo que, se souberem antever o que querem, encomendem à hora de almoço, entre as 12h30 e as 15h00, para o jantar, entre as 18h30 e as 21h30), um senhor na cozinha, para as massas e frituras e o sushiman (o mais simpáticos dos três), ao balcão. Sempre os mesmos, sempre presentes: trabalham que nem loucos e só assim conseguirão manter os preços irresistíveis e a casa sempre cheia.

Fiquem os aficcionados sabendo (e os curiosos também) que o Sabor Fresco vai mudar de estaminé: a partir do dia 1 de Junho, estará na Rua Comendador Ferreira de Matos, n.ºs 195 a 227, ainda em Matosinhos – e foi ao vislumbrar esta nova morada que, estupidamente, temi: quer-me parecer que o Sabor Fresco que conhecemos como aquela-chafarica-que-vende-sushi-bom-e-barato vai transformar-se num mega-restaurante, a avaliar pelo intervalo entre os números de porta da nova morada. Esperemos que se mantenha a qualidade e o preço (e, se não for pedir muito, que se deixe a criatividade do chef voar, uma vez que o único senão a apontar a este take-tway – se é que me é permitido falar de defeitos, com estes preços – é mesmo a falta de variedade dos rolinhos) e, se não for pedir muito, que sejam um nadinha menos forretas aquando do fornecimento de molho de soja, wasabi e gengibre. A verdade é que, quando uma pessoa vai buscar, só para si, sushi que dá para dois (como é o meu caso, invariavelmente), todas essas imprescindíveis guarnições chegam mesmo à justa (claro que nunca lhes disse que era só para mim e deixo que me dêem dois pares de pauzinhos e tudo); mas quando a encomenda é para ou gente que come normalmente ou para grupos (quatro ou mais), é claríssimos que a sua quantidade não aumenta aritmeticamente, pelo que convém dar o toque no balcão ou (como eu) terem sempre em casa molho de soja, just in case.

Para um jantar de amigos, uma refeição solitária ou, pura e simplesmente, porque sushi é daquelas coisas que, se pudesse, o Cardume comeria diariamente (felizmente não pode, porque há inúmeras outras coisas boas que não poderíamos escolher não ingerir), tenha-se sempre em mente o Take-Away Sabor Fresco – porque o bom e o barato raramente andam de mãos dadas (e nós adoramos vê-los juntos, são um casalinho lindo).

Sabor Fresco | Sushi Matosinhos
3.8 Carapaus
0 Cardume (0 votos)
Positivos
  • a possibilidade de se encomendar pelo telefone, para levantar mal se chega à loja
  • a relação qualidade/preço
  • Negativos
  • a falta de variedade de sushi
  • Resumo
    Foi o primeiro dos take-aways baratos e é um clássico: sem arrojos mas honesto.
    Serviço4
    Comida3.5
    Preço/Qualidade4
    Espaço3.5
    O que diz o Cardume... 0 Deixe a sua avaliação.

    Seja o primeiro do Cardume a avaliar este Estaminé!

    Deixe a sua avaliação.

    Sabor Fresco | Sushi Matosinhos

    Morada: Rua Comendador Ferreira de Matos 195-227, Matosinhos
    Telefone: 966 100 203 / 934 196 273 / 224 061 627
    Horário: Dom a Sex – 12h30 às 15h00 | 18h30 às 22h30
    Aceitam reservas? Sim

    No Zomato
    Click to add a blog post for Sabor Fresco on Zomato
    Não Se Esqueçam de Deixar os Vossos Comentários
    E vocês, já experimentaram o sushi do Sabor Fresco? Deixem-nos os vossos comentários no fundo da página. Obrigado!
    The following two tabs change content below.
    Ana Andrade

    Ana Andrade

    Agridoce, de tempero forte e gargalhada salgada.
    Ana Andrade

    Latest posts by Ana Andrade (see all)

    , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,


    28 Responses

    1. […] do cruzamento com a Avenida da República. Sugestionada que estava pelo meu hábito de ir ao Sabor Fresco (de que já vos falámos aqui), confesso que esperava chafarica semelhante: um balcão, alguém a […]

    2. Raquel diz:

      Alguém me sabe dizer se já abriu o novo restaurante (na morada indicada)? Tentei procurar o estaminé mas não encontrei.
      Obrigada

    3. Cris diz:

      O sabor fresco mantém-se na avenida da republica, 844.

    4. Francisca Castro diz:

      Boa noite a todos,

      Desde já estão de parabéns pelo vosso trabalho.

      Queria saber se de facto há alguma novidade a respeito do Sabor Fresco. É que sigo as indicações do google e não vi o novo espaço em lado algum. Nem na morada nova nem na antiga. A verdade é que subindo a AV da República é rara a rua perpendicular que tem a placa com o nome, o que não facilita a condução de quem nao tem GPS.

      Dirigi-me `”quelida” concorrência, mas gostaria de visitar o Sabor Intenso já na segunda-feira, noite de jantar com amigos a 20km de Matosinhos.

      Se me puderm esclarecer, agradeço.

      • Ana Andrade Ana Andrade diz:

        Olá, Francisca. :)
        Muito obrigada pelas suas palavras, ficamos muito felizes por gostar deste nosso estaminé.
        No que toca ao Sabor Fresco, continua tudo na mesma, pese embora o aviso de que se mudariam no início de Junho se mantenha na loja: eu própria passei por lá ontem, vinda da praia, e não me parece que se mudem tão cedo.
        Disponha sempre e bons apetites!

    5. Joana diz:

      Amigos do sushi, o sabor fresco mudou para as novas instalações no passado dia 20. A ementa e preços mantem-se :)

    6. […] disparatado, ainda que todos os estaminés com boa relação qualidade/preço e take-away (o Sabor Fresco, o Arco Íris, o Gokobe, o YaGeer ou o MusaxiII) me obrigassem a fazê-lo; foi então que me […]

    7. […] das outras, ao jantar de domingo, de vez em quando: uma dá uma saltada a um qualquer take-away (Sabor Fresco, Musaxi II, Arco-Íris ou, mais recentemente, o Ya Geer), outra leva as bebidas, a dona da casa […]

    Deixar uma resposta