Comida Japonesa

Furusato

22 Mai , 2015   Gallery

photo_22-04-15-13_07_19

Ora vamos lá a despachar isto bem depressinha que a coisa vai ser penosa – e conta-se em meia dúzia de linhas. Antes de mais, permitam-nos que vos situemos: o Furusato fica onde outrora existiu o Delicious Wok, a que sempre chamámos “armazém de comida asiática” – a coisa era monstruosa de grande, ficava de facto num antigo armazém e perdia por isso. A comida, no entanto, não sendo brilhante, era agradável, e havia uma oferta de quentes muitíssimo generosa. More…

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comida Portuguesa

Restaurante Tripeiro

15 Mai , 2015   Gallery

photo_13-04-15-13_16_23

Parecia impossível: passei ali dezenas, centenas de vezes, entre a meninice e a idade adulta e jamais me dispus a entrar. De resto, o convite partiu da mãezinha: que eu ia adorar, disse. Que merecia a pena escrever sobre aquilo, sublinhou. E eu, que sou uma fácil e, na verdade, tenho alguma vergonha de nunca ter entrado n’O Tripeiro (como noutros baluartes da gastronomia da Invicta), aceitei o desafio, pelo que pegámos em nós e, num daqueles dias de Primavera a piscar o olho ao Verão, lá fomos, aproveitando outros afazeres marcados para os lados da Baixa. More…

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comida Japonesa

Sushinaka

14 Mai , 2015   Gallery

photo_11-04-15-21_11_35

Não foi de todo uma estreia: a primeira vez que estivéramos no Sushinaka, em Setembro último,num grupo um nadinha maior do que o que se reuniu naquele sábado de Abril, foi muitíssimo agradável mas não ficou a sensação de deslumbre. Não me interpretem mal: saímos satisfeitíssimos e as peças que nos foram servidas, em regime de festival, estavam muitíssimo boas e revestiam-se até de algum cuidado, em termos de originalidade (o que vai sendo difícil, nos dias que correm, com tanta chafarica aberta), mas lembro-me de que a sobremesa, que só alguns de nós comemos (entre os quais, evidentemente, eu), não deslumbrou de todo porque o fondant parecia mesmo daqueles congelados que se compram nos Continentes desta vida e se servem em segundos, depois de irem ao microondas – e, parecendo que não, a (má) impressão (apenas final) ficou. More…

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comida Japonesa

Shiko

8 Mai , 2015   Gallery

photo_30-04-15-20_43_16

 

Ora vamos lá começar pelo início, sem perder muito tempo: há muito tempo que andava a dizer que queria aprender a fazer sushi quando, no Verão passado, a RV me ofereceu pelo aniversário um workshop orientado pelo Sushi Chef Ruy Leão, de que há muito ouvia falar pelo seu aplaudido trabalho no Quarenta e 4, em Matosinhos. Por coincidência, a JS e o AG tinham comprado vales para o mesmo evento, que acontecia em dois fins-de-semana sucessivos, certificámo-nos de que conseguíamos vagas para o mesmo dia e foi assim que, em Outubro passado, passámos de meros apreciadores/deglutidores a gente que até se safa a fazer o arroz e a cortar o peixe e a enrolar tudo e a cortar as peças. Mais: o trabalho do Ruy cativou-nos também porque ele não alinha cá em frutinhas e outras loucuras que por aí grassam, cedendo unicamente no que toca aos quentes, que são já fusão – mas não mais (o que vem ao encontro do nosso gosto pessoal). More…

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Cozinha Internacional

La Parisienne

7 Mai , 2015   Gallery

IMG_8601_og

Passámos o Teatro da Trindade, que tinha um considerável ajuntamento de pessoas giras à porta e, ao desfazer a curva já se encontra o largo de bonitas fachadas, recém-remodelado. De um lado o Café Royal com a sua charmosa iluminação “de Natal” no toldo preto, ao fundo o Chiado cheio de transeuntes e, à nossa direita, La Parisienne. Podíamos, de facto, muito bem estar em Paris. More…

, , , , , , , , , , , ,

Comida Japonesa

Bushido

3 Mai , 2015   Gallery

photo_09-04-15-20_05_31

A ideia de experimentar este relativamente recente restaurante de sushi havia surgido há já algum tempo mas, entretanto, outros se lhe sobrepuseram e só muito recentemente acordámos em ir experimentar o que havia neste espaço, numa perpendicular à Brito Capelo, em Matosinhos – onde, espantem-se, cerca das 20h a um dia de semana é facílimo estacionar mesmo à porta (e só por isso já havia pontos a favor, mesmo antes de ter pisado o chão do Bushido). More…

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Hamburgueria

O Prego da Peixaria

30 Abr , 2015   Gallery

img_8492

O Prego da Peixaria já não é novidade, sobretudo para os alfacinhas, mas os Carapaus ainda não tinham falado desta meca pioneira, numa das tendências mais activas por terras Lusas: as hamburguerias gourmet. More…

, , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comida Mexicana

La Cantinita

24 Abr , 2015   Gallery

La Cantinita

Engraçado como as coisas são: saí de casa com o intuito de ir jantar a um estaminé em específico e, porque se tratava da véspera de um feriado e nós não havíamos procedido à marcação, tivemos de mudar de planos. De resto, o erro foi todo nosso: o restaurante em questão (a que voltaremos em breve, porque somos marretas) só aceita marcações para grupos de menos de 6 pessoas de segunda a quinta mas, porque era uma quinta-véspera-de-feriado, assumimos que a regra estaria suspensa e não reservámos mesa (e afinal havia lugar a marcações sim senhores, porque era quinta-feira, independentemente de ser véspera de). Assim, e ainda que o horário fosse tardio (21h30), deram-nos uma previsão de uma hora de espera – o que, para os nossos estômagos esfaimados (e obrigações para o dia a seguir, que há quem trabalhe nos feriados, pois então) era absolutamente intolerável. Agradecemos a simpatia, prometemos regressar (de resto, quando esta posta sair, muito provavelmente já lá teremos ido) e fomos pregar para outra freguesia, que desconhecíamos uma hora antes. More…

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Hamburgueria

Os Sete Picados do Munchie

17 Abr , 2015   Gallery

Munchie Matosinhos

Perdoem-nos mas, desta vez, o título teria de ser alusivo: os sete pecados mortais já deram origem a um filme de excelência, e uma colecção de batons de luxo (e qualidade difícil de igualar), bem como a inúmeras outras coisas… de facto, por que não aproveitá-los também para a nomenclatura dos pratos principais a servir numa das mais famosas hamburguerias da Invicta (entretanto já com um espaço na capital, na Rua das Flores)? É verdade, gente nossa, chegámos tarde para apanhar o comboio do Munchie, mas cremos ainda ter qualquer coisa a dizer sobre esta casa, primariamente aberta na Praça Filipa de Lencastre, mesmo ali no centro da movida portuense, e depois estendida à Rua Heróis de França, em Matosinhos, a dois passos da praia – e foi aqui, nem mais nem menos, que fomos fincar o dente nos famosos pecados… perdão, picados (o trocadilho é fácil, mas muito inteligente). More…

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Brunch

Oficina Café Criativo

16 Abr , 2015   Gallery

photo_28-03-15-14_33_45

Ok, ok, é verdade, andamos numa de brunches, já deu para perceber. Em nossa defesa, temos a dizer que esta incursão foi desencadeada pela Time Out, que trazia, na edição que saiu no final do mês de Fevereiro, vários vales, como é costume, para estaminés aqui da Invicta – de entre os quais um se destacou: justamente o que oferecia um brunch, na compra de outro, na Oficina – Café Criativo. Ora nem se pensou duas vezes: desafiou-se a mãezinha, que está a começar a descobrir as maravilhas desta refeição que junta pequeno-almoço e almoço e ligou-se a marcar, antes que a coisa esgotasse (porque a oferta era apenas para uma semana, a última de Março), com bastante tempo de antecedência. More…

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,